Blogue

O mundo da comunicação em constante mudança

A pandemia que mudou as nossas vidas

29 de Outubro de 2021Tânia Esteves

No início de 2020 começámos a ouvir falar, por cá, de um vírus que estava a chegar em força, não ao nosso país, mas a todo o mundo. No espaço de dias, ele conseguiu entrar nas nossas vidas e virá-las do avesso.

Dos encontros com os amigos às reuniões de trabalho via zoom ou teams; dos passeios prolongados ao fim de semana, que muitas vezes ansiávamos durante toda a semana, às modestas e curtas saídas higiénicas; das simples idas ao ginásio, que faziam parte da rotina diária, à prática de exercício físico ao ar livre; das idas às pastelarias à produção do próprio pão em casa, tudo mudou. As máscaras tornaram-se acessórios obrigatórios e as filas para se entrar nos supermercados, lojas e restaurantes tornaram-se um hábito. O futuro tornou-se incerto e vários foram os negócios que tiveram de se reinventar.

Prestes a assinalar dois anos do início de tudo isto, que hábitos se mantêm hoje? Muitos, se não mesmo quase todos. No entanto, eu diria que os hábitos de consumo são os que mais se destacam.

Comprar online, durante a pandemia, foi uma das soluções encontradas para não se sair de casa e uma das formas de se poder continuar a adquirir produtos, mesmo com os espaços encerrados durante este período. Comprar online deixou de ser apenas uma forma conveniente de fazer com que os produtos fossem recebidos à nossa porta e passou também a ser o sítio onde nós, consumidos, descobríamos novos produtos e novas inspirações. Prova disso é que, segundo um estudo do Google, os consumidores dizem ter descoberto novas marcas durante o confinamento e 70% afirma mesmo que comprou algo de uma marca depois de assistir a um vídeo no YouTube.

A par disto, os compradores começaram também a dar mais importância a determinados valores, como a sustentabilidade, responsabilidade corporativa e igualdade, preferindo orientar os seus gastos para marcas que os respeitem. Segundo o mesmo estudo, o interesse de pesquisa por “marcas éticas” e “compras online éticas” cresceu 300% e 600%, respectivamente, durante 2020.

Tudo indica que todas estas novas práticas, e tantas outras que se adquiriram, vieram para ficar e a expressão "novo normal", que tantas vezes se utilizou, seja agora a nossa nova realidade, pois o mundo mudou e as nossas vidas também.
 
Estudo do google disponível em https://www.thinkwithgoogle.com/consumer-insights/consumer-trends/pandemic-shopping-behavior/.

Posts Recentes

Sigam-nos